Síndrome da vaca louca atinge Sebastian Vettel da RBS – Red Bull

O que era para ser uma verdadeira demonstração de alto nível em uma das melhores pistas do calendário oficial da Fórmula 1, a soberania de uma equipe confirmando a liderança, virou cena pastelão de curral, onde o Touro Vermelho mais jovem chifrou o mais experiente e que está melhor no pedaço. Agindo ainda pela emoção, o imaturo sinalizou que o mais velho é louco. Depois veio a sessão panos quentes.

Ao invés do retorno da Ferrari as conquistas, comemorando seus 800 Grandes Prêmios de F – 1, o GP da Turquia deu mostras que o alemão Sebastian Vettel sentiu psicologicamente o problema na barra estabilizadora traseira que o tirou da primeira posição de largada e colocou pressão em si mesmo, mais ou menos como o campeão de 2008, o britânico Lewis Hamilton que não vencia desde o GP de Singapura em 2009.

Com a forçosa troca do motor Cosworth de seu Virgin, o brasileiro Lucas di Grassi largou dos boxes, colocando-se quase que ao término da volta da apresentação.

Pequenas alterações no sinal verde, Mark Webber em primeiro seguido de Vettel que superou ao Lewis Hamilton da McLaren, Michael Schumaker da Mercedes , Jensen Buton da McLaren, Massa retomou a 8ª posição do russo Petrov da Renault, Rubens Barichello foi tocado e caiu para 20º lugar e Bruno Senna com seu Hispanica fez 06 ultrapassagens.

Com sobras a dupla de pilotos da RBS comandava a corrida e conseguiram ampliar ligeiramente a diferença para as McLaren na troca de pneus. Já na 18ª volta, os engenheiros de equipe orientam a Hamilton e a Buton a conservarem pneus, o que freiou o ímpeto de LH que pressionava a Sebastian Vettel. As equipes conviviam desde a 24ª volta com a perspectiva de chuva, desmentida por poucos pingos nas lentes a bordo dos carros, com LH se aproximando de SV. Registrando volta mais rápida sob voltas mais rápidas, Jensen Buton impulsionou seu colega de equipe para cima do Vettel que se desvencilhou e na 40ª volta surpreende aos amantes da velocidade, inclusive os componentes de sua equipe, ele forçou barbaramente a amizade com Mark Webber na famigerada curva 12, pela linha interna da curva tentou abrir e seu pneu traseiro direito colidiu com a frente do carro do australiano que assistiu a tudo atordoado com a explosão do pneu e a mudança abrupta de traçado, já que não teve outra alternativa, a não ser passar reto e perder 02 posições para os pilotos da McLaren e de quebra ter de trocar o spoiler dianteiro do carro. Alucinado e sem noção, Sebastian Vettel sinalizou para as câmeras que o Mark Webber era louco, circulando um dos dedos em volta de um dos ouvidos.

Amedrontados com o que acompanharam, a McLaren alerta sobre o chuvisco sem maiores conseqüências e ordena que seus pilotos poupem pneus e combustível. De nada adiantou, o desejo prevaleceu sobre a razão e Buton com equipamento mais conservado ultrapassou a Hamilton na reta que não esmoreceu, dividiu as 02 curvas que antecedem a reta dos boxes e re assumiu sua posição na pequena referida reta, a menor em se tratando de F - 1. Preservaram a orientação dos boxes.

O espanhol Fernando Alonso demonstrou sua condição de bicampeão mundial, herdou novamente 02 colocações por abandono e ao dividir uma curva com o russo da Renault, Petrov, que com seu pneu traseiro esquerdo tocou no direito dianteiro e saiu da curva com o mesmo pneu furado, chegando em 8º lugar e Felipe Massa um posição a frente, ele que conquistou sua primeira vitória exatamente nesse circuito de curvas de alta velocidade e com aderência diferente em cada uma delas.

A McLaren rompeu com a hegemonia da Red Bull com Hamilton voltando a vencer.

RESULTADO FINAL DO GRANDE PRÊMIO DA TURQUIA

1º - Lewis Hamilton (ING) McLaren-Mercedes - 1h28m47s620
2º - Jenson Button (ING) McLaren-Mercedes - a 2s645
3º - Mark Webber (AUS) Red Bull-Renault - a 24s285
4º - Michael Schumacher (ALE) Mercedes - a 31s110
5º - Nico Rosberg (ALE) Mercedes - a 32s266
6º - Robert Kubica (POL) Renault - a 32s284
7º - Felipe Massa (BRA) Ferrari - a 36s635
8º - Fernando Alonso (ESP) Ferrari - a 46s544
9º - Adrian Sutil (ALE) Force India-Mercedes - a 49s029
10º - Kamui Kobayashi (JAP) Sauber-Ferrari - a 1m05s650
11º - Pedro de la Rosa (ESP) Sauber-Ferrari - a 1m05s944
12º - Jaime Alguersuari (ESP) Toro Rosso-Ferrari - a 1m07s800
13º - Vitantonio Liuzzi (ITA) Force India-Mercedes - a uma volta
14º - Rubens Barrichello (BRA) Williams-Cosworth - a uma volta
15º - Vitaly Petrov (RUS) Renault - a uma volta
16º - Sebastian Buemi (SUI) Toro Rosso-Ferrari - a uma volta
17º - Nico Hulkenberg (ALE) Williams-Cosworth - a uma volta
18º - Timo Glock (ALE) Virgin-Cosworth - a duas voltas
19º - Lucas Di Grassi (BRA) Virgin-Cosworth - a três voltas

ABANDONOS
Karun Chandhok (IND) Hispania-Cosworth - a cinco voltas
Bruno Senna (BRA) Hispania-Cosworth - a 11 voltas
Sebastian Vettel (ALE) Red Bull-Renault - a 18 voltas
Heikki Kovalainen (FIN) Lotus-Cosworth - a 24 voltas
Jarno Trulli (ITA) Lotus-Cosworth - a 25 voltas


MELHOR VOLTA
Vitaly Petrov (RUS) Renault - 1m29s165, na 57ª


http://www.lancenet.com.br/formula-1/

Nesse link, Felipe Massa afirma que a corrida foi entediante ao invés de maravilhosa como setores da imprensa afiançaram:

http://tazio.uol.com.br/f-1/textos/18751/


Mesmo acidentado, vítima de diarréia cerebral de seu colega de equipe Sebastian Vettel, Mark Webber ainda assim é o líder na tábua de classificação com 93 pontos, o 2º é Jensen Buton com 04 pontos de vantagem do outro piloto da McLaren, Hamilton que tem 84, enquanto Fernando Alonso da Ferrari tem 79 e está em 5º, vantagem mínima para Vettel que despencou para o 6º lugar com os mesmos 78 pontos de quando chegou a Turquia. Felipe Massa ocupa a mesma posição de pista da 7ª etapa na classificação, 7º com 67 pontos. Rubens Barrichello é o 12° colocado com 07 pontos.

A próxima corrida é no Canadá, em Montreal em 02 semanas.

Enorê Brião Bragança

Automobilismo - 800 Grandes Prêmios da Ferrari.

Prezados visitantes e seguidores, nosso amigo Alberto Mario Ciliberto foi em uma solenidade no último dia 25, em que também era homenageado outro argentino, a propósito, um digníssimo representante da tradição automobilistica daquele país. Seu nome é Jose Froilan Gonzalez. Apurou a memória de alguém? Você aí que estatalou os olhos, nada? A Ferrari durante os treinos do Grande Prêmio da Turquia, em meio as comemorações alusivas a sua participação de número 800 em corridas de F - 1, celebrou esse desportista. Guardem esse nome, Jose Froilan Gonzales, simplesmente o primeiro vencedor pilotando uma Ferrari.

Reparem na foto que o Alberto Mario, aquele que construiu o lendário circuito de Mônaco em maquete emocionando a todos com sua história de exemplo de vida, tá parecendo um nobre burguês progressista.

Ele fez questão de pegar o autógrafo com o primeiro vencedor de um GP de Fórmula 1 numa reluzente Ferrari para homenagear a toda comunidade do Blog, registrando com essa foto. Já pensou, familia reunida, comes e bebes, o cara sai driblando todo mundo para pegar um autografo para nós? quanta honra para o povo, ainda mais com a dedicatória de "todo afeto".

Nossos agradecimentos e felicitações aos nossos co-irmãos platinos que comemoraram o bicentenário da república, além de verdadeiras lendas do automobilismo como Fangio e o próprio Jose Froilan Gonzalez.

Enorê Brião Bragança.

Mundial de Fórmula 1 - GP da Turquia, Red Bull te dá asas.....

A Red Bull dá asas na disputa da primeira colocação do posicionamento de largada do Campeonato Mundial de Fórmula 1 e a seus pilotos na classificação deste ano, feito confirmado para o Grande Prêmio de Istambul na Turquia, nesta manhã. O australiano Mark Webber conseguir superar a equipe McLaren e seu companheiro, o alemão Sebastian Vettel, somente na qualificação restrita para os 10 mais rápidos, afinal é quando vale. Em 07 etapas a Red Bull tem o mesmo número de poles, uma mais para o regular Webber diante do inconstante Vettel, empatados com 78 pontos comandam a tabela de classificação, 03 pontos à frente de Fernando Alonso e a 08 do 4º colocado, o atual campeão, Jenson Button. Com esse resultado na tomada de tempo deste sábado, a Red Bull superou um recorde de 1988 da McLaren, número de poles seguidas em um inicio de temporada, além de empatar com a Ferrari pelo número seguido, entre 2000 e 2001. Registre-se que MW fez a 3ª consecutiva equivalendo o feito de Massa em 2007. Essa é a 7ª de toda carreira do piloto da terra dos cangurus.

Mais uma vez a decepção ficou com o número reduzido de público no Autódromo e o desempenho da Ferrari que comemora 800 Grandes Prêmios e das 05 edições desse GP o brasileiro Felipe Massa ganhou 03, ocupa o 5º lugar na classificação dessa temporada, com 61 pontos. FM defendeu seu colega Fernando Alonso junto a imprensa internacional, com o deslize de ponderar que a Ferrari tem que melhorar muito, mesmo discurso do espanhol.

Outro fator reforçou o que todos sabiam antes mesmo de começar o campeonato, a falta de confiabilidade e potência dos motores Cosworth, pesados, grandes e superaquecidos comprometem ainda mais o rendimento. A fabrica praticamente ficou paralisada, sem desenvolvimento durante muito tempo, o que deveria obrigar a pelo menos uma nova versão mais possante, o que dificilmente deve acontecer nesta temporada.

Durante os treinos livres e também na sessão oficial ficou evidente que os pneus macios não seriam a melhor opção, pois os carros perdem equilíbrio e velocidade quando utilizam o limite da zebra para percorrer as curvas, o que acontece naturalmente nesse traçado, volta a volta.

As evidencias apontavam que McLaren e Red Bull eram favoritas na tomada de tempo, o que se confirmou com a distribuição das 02 primeiras filas. Enquanto Felipe Massa conquistava a 8ª colocação com muita superação, o parceiro bicampeão mundial, o espanhol Fernando Alonso, ficou com a 12ª posição abusando do direito de desafiar o limite a cada instante, o que argumenta seu erro na curva 12. Imaginem o sofrimento para as 58 voltas amanhã, sentido anti-horário com transmissão da rede Globo, a partir das 09 hs, horário oficial de Brasília - DF.

O brasileiro Lucas di Grassi ficou bastante chateado ao final da tomada de tempo. Durante os treinos livres ele estreou bem as atualizações de seu carro e foi sempre mais rápido que o outro piloto da Virgin, o alemão Timo Glock. Ao término da sessão conseguiu apenas o 23º tempo, penúltimo, com quase 05s/s de diferença para o tempo da pole de Mark Webber, 1m31s989 contra 1m26s295. A mesma marca de motor também decepcionou a Rubens Barichello, piloto da Williams e a falta de melhor rendimento nas retas e saídas de curvas impossibilitou algo melhor que o 15º tempo. Bruno Senna foi o 22º e espera concluir a prova.

Os jornais e revistas italianos apontam que o motor Cosworth começa até 10 km/h a menos que as outras fabricas em se tratando de velocidade, o que piora com o desempenho de corrida e o superaquecimento.

Posicionamento de largada:
1ª Fila:
Pole Mark Webber (Red Bull) e 2º - Lewis Hamilton (McLaren)

2ª Fila:
3º Sebastian Vettel (Red Bull) e 4º - Jenson Button (McLaren)

3ª Fila:Equipe Mercedes
5º - Michael Schumacher e 6º Nico Rosberg

4ª Fila:
7º - Robert Kubica (Renault) e 8º - Felipe Massa (Ferrari)

5ª Fila: Novatos que continuam impressionando
9º Vitaly Petrov (Renault) e 10º Kamui Kobayashi (BMW Sauber)

6ª Fila:
11º Adrian Sutil (Force India) e 12º Fernando Alonso (Ferrari)

7ª Fila:
13º Pedro de la Rosa (BMW Sauber) e 14º Sebastien Buemi (Toro Rosso)

8ª Fila:
15º - Rubens Barrichello (Williams) e 16º - Jaime Alguersuari (Toro Rosso)

9ª Fila:
17º - Nico Hulkenberg (Williams) e 18º - Vitantonio Liuzzi (Force India)

10ª Fila:
19º - Jarno Trulli (Lotus) e 20º Heikki Kovalainen (Lotus)

11ª Fila:
21º - Timo Glock (Virgin) e 22º - Bruno Senna (Hispania)

12ª Fila:
23º - Lucas di Grassi (Virgin) e 24º - Karun Chandhok (Hispania)


Nesse link é possível ouvir entrevista com os competidores brasileiros etc.

Enorê Brião Bragança

Fórmula 1 - GP da Túrquia e Automodelismo de Fenda - Brawn GP e as saídas de pistas de um campeão, Button.

O piloto campeão Mundial de F - 1 no ano passado, o inglês Jenson Button, então a bordo de uma Branw GP, se trasferiu para a McLaren nessa temporada já liderou a pontuação entre os pilotos e fez a melhor volta dos treinos livres para o Grande Prêmio de Istambul, capital da Túrquia, com o tempo de 1m28s/s e 280 milésimos de segundo, precisos 0,098 milésimos de s a frente do segundo colocado que é líder do Mundial, o australiano Mark Webber da Red Bull.

Felipe Massa ficou com o 10º melhor tempo e por sua vez a melhor marca de um monoposto equipado como motor Cosworth aparece em 12º, com o alemão Nico Hulkenberg, companheiro de equipe Williams do brasileiro Rubens Barichello, 17º tempo. Demonstrando ainda tímida evolução com seu Virgin, o brasileiro Lucas Di Grassi foi o 20º e Bruno Senna foi o 23º ou penúltimo com seu Hispania, superando apenas o indiano parceiro de team, Karun Chandhok.

Neste sábado, as 05 da madrugada pelo canal de assinatura SporTv, os treinos livres e as 08hs pela rede globo a transmissão da tomada de tempo oficial.

Aproximando a categoria mais popular do Automobilismo Mundial, F - 1, com o nosso esporte, Automodelismo de Fenda, a Scalextric disponibiliza pelo You Tube esse vídeo promocional para o lançamento das réplicas da Brawn GP, ainda do ano passado, demonstrando como o 4º colocado do mundial de pilotos é roda dura, pelo menos nas pistas de Slot cars. Jenson tem 70 pontos, Fernando Alonso da Ferrari 75 e a dupla da Red Bull, Mark Webber e Sebastian Vettel tem 78.



Enorê Brião Bragança

Alberto Mário Ciliberto recebe homenagem pelo mítico circuito do GP de Mônaco.


Amanhã espero receber pormenores dessa homenagem que o nosso amigo argentino, Alberto Mario Ciliberto, recebeu por ter construído o lendário circuito do GP de Mônaco.





Enorê Brião Bragança

Basquete - CBB convoca Seleção Masculina Principal


O técnico argentino Rubén Magnano, 55 anos, contratado pela Confederação Brasileira de Basquetebol para comandar a Seleção Masculina Adulta, divulgou no inicio da tarde dessa 5ª feira o rol de 33 jogadores convocados para o torneio sulamericano, 23 a 31 de julho na Colômbia, e preparatório para o Mundial que será realizado na Túrquia, de 28 de agosto a 12 de setembro. Os 03 atletas que competem na liga profissional dos EUA - NBA, o guarda Leandro Barbosa do Phoenix Suns foi relacionado como armador, o pivô móvel Anderson Varejão do Cleveland Cavaliers e o pivô Nenê Hilário do Denver Nuggets estão confirmados.

As competições tem fases distintas de preparação e a primeira começa com a apresentação de 23 selecionados no próximo dia 24, no Esporte Clube Pinheiros em São Paulo - SP, com vistas ao 44º Campeonato continental. Já no dia 19 de julho o restante do grupo se reúne aos 09 outros selecionados visando o 16º mundial. A esperança é que voltemos a ter uma digna colocação que assegure nossa classificação para as Olimpíadas, uma vez que, o técnico RM já conquistou a medalha de ouro frente à Seleção Argentina, em Atenas, na Grécia, em 2004. O vice campeonato Mundial de 2002, ainda arrebatou 20 outros títulos.

São 11 jogadores que atuam no exterior, 05 deles no país atual campeão mundial e medalha de prata na Olimpiada da China, Espanha; e 13 convocados com base nas atuações da 2ª edição da Liga Nacional de Basquete para a primeira etapa de treinamentos, uma espécie de exame técnico, físico, tático, psicológico, prático e teórico, quem se der bem tem chances de disputar o mundial.

Esses atletas compõem o que ficou denominado como Grupo 01:

André Luiz Brugger (armador/Joinville)
André Luiz Goes (armador/Joinville)
André Stefanelli(armador/Paulistano)
Arthur Belchior (armador/Brasília)
Augusto Lima (pivô/Unicaja-ESP)
Audrei Parisotto (armador/Joinville)
Bruno Fiorotto (pivô/Tenerife Rural-ESP)
Carlos Cobos (armador/Clinicas Rincon Axarquia-ESP)
Duda Machado (armador/Flamengo)
Fabrício de Melo (pivô/Sagemont High School-EUA)
Fúlvio Chiantia (armador/São José)
Hátila Passos (pivô/Marinos-VEN)
Hélio Lima (armador/Flamengo)
João Paulo Batista (pivô/Le Mans-FRA)
Jonathan Tavernari (ala/BYU Utah-EUA)
Lucas Cipolini (pivô/BYU Hawai-EUA)
Marquinhos (ala/Sutor Basket Montegranaro-ITA)
Murilo Becker (pivô/Minas)
Paulo Prestes (pivô/CB Murcia-ESP)
Rafael Ferreira (pivô/São José)
Rafael Hettsheimer (pivô/Xacobeo Blu Sens-ESP)
Olivinha (ala/Pinheiros)
Wellington Santos (armador/Brasília)
Vitor Benite (armador/Franca)


São 03 armadores do Joinville – SC, 02 atletas do Flamengo – RJ, do campeão paulista, o São José e Brasília – DF; 01 do Minas – MG, Franca – SP, Pinheiros e Paulistano - SP. Atuam 05 na Espanha, 01 no desporto estudantil e 02 no Universitário dos EUA, 01 na França, Venezuela e Itália.

Espero que a comissão técnica esteja com tudo planejado para lidar com 24 jogadores, pois não é segredo que somente 10 fazem coletivo por vez.

O denominado Grupo 02 tem jogadores mais experientes e exatamente por esse argumento exige preparação física diferenciada e 04 disputam a série de jogos finais da Liga Nacional, um pelo Flamengo – RJ que busca o bicampeonato, o ala armador Marcelinho Machado, e os outros 03 defendem o Brasília – DF, o armador Valtinho, o guarda armador Alex Garcia e o ala Gulherme Giovannoni. Juntam-se a eles 02 jogadores do Caja Laboral da Espanha e os 03 representantes brasileiros na NBA: Anderson Varejão (pivô/Cleveland Cavaliers-EUA), Nenê (pivô/Denver Nuggets-EUA), Leandrinho Barbosa (armador/Phoenix Suns-EUA) e um cobiçado jogador que atua na Espanha e que deve se transferir para o ano para NBA, o pivô catarinense Tiago Splitter, colega de equipe do armador Marcelinho Huertas, ambos do Caja Laboral – ESP.

Pensando em um trabalho de renovação a médio e longo prazo, o técnico convocou mais 02 atletas como convidados: Jordan Burger (ala/Sevilla Cajasol-ESP) e Raul Togni Neto (armador/Minas).

Ainda durante a próxima semana, no máximo, serão anunciados os locais e métodos de treinamentos.

O Brasil está no Grupo B, ao lado de EUA, Croácia, Eslovênia, Tunísia e Irã.

Enorê Brião Bragança

Automodelismo de Fenda - Revista "más Slot" de junho 2010

Não é coisa de maluco, mas demonstração de profissionalismo e competência, alicerce indispensável para a consolidação de um meio de comunciação social. Assim a edição do mês de junho de uma das melhores e mais tradicionais revistas sobre Slot cars, más Slot, já está disponível para leitura, http://masslot.blogspot.com/, em castelhano. Já está em seu 8º ano e essa é a edição de número 96.

Muita coisa sobre rally e raid, além de matérias sobre os novos Automodelos de Fenda da Ninco equipados com acessórios profissionais de competição, PRO RACE. O foco é com o Ford GT patrocinado pela Bell, sino em inglês.

Além da revista, pode-se acompanhar uma nova marca que surge na Espanha, voltada para chassis, acessórios, carrocerias e implementos para raid e rally, a KUXKU Models, novas rodas para os carros dessa modalidade da Avant Slot etc.

Visitando o link acima, basta clicar na revista que amplie seu tamanho, clique nas setas, direita ou esquerda para avançar ou retroceder as páginas.

Enorê Brião Bragança

Automodelismo de Fenda - Ninco entrega 09 carros

Até o próximo dia 15 a expectativa é que a NINCO disponibilize mais 09 automodelos de fenda, distribuídos entre as seguintes categorias, Corvette GT3 Valeo da Ninco 1, carros sem interior e com motor menos possante voltados para a meninada que está começando e de fácil digitalização; 02 da XLOT que são da escala 1:28, Ferrari e Porsche; ainda 06 da linha chamada Sport, desses apenas a Lamborghini Murcielago "Pirelli" não vem equipada com os produtos PRO RACER.


Ref. # 50543 - Lamborghini Murcielago "Pirelli".


Vem com motor NF-5 de energia na configuração anglewinder. Busquei informações na internet e em meus arquivos, mas infelizmente não encontrei essa especificação de motor. Caso seja o motor NC – 5, tem 20.000RPM/s de potência. Nos EUA, sem encargos e a despesa com postagem custa U$D 69,98(sessenta e nove dólares e noventa e oito centavos).

Ref. # 50552 - Lamborghini Murcielago Dechau Lightning,
U$D 89,98 mais taxas e postagem


Essa morcego inaugura a versão Lightning da Ninco para essa edição da Lamborghini, já vem equipada com o que há de melhor para competição com os refinamentos profissionais dos produtos da PRO RACE. O motor NC – 14 Speeder é de 20.600 RPM/s, uma evolução com maior efeito magnético dos propulsores NC – 5, 600 RPM/s a menos, antecessor que transmitiu bastante confiabilidade, com aceleração progressiva melhorada. As rodas são de alumínio com ligas leve de magnésio, por sinal belíssimas, a da frente vem com pneu de perfil baixo e com diâmetro menor que a traseira, respectivamente de 15 e 17mm/s, proporcionando maior velocidade nas retas e estabilidade acentuada, possibilitando reduzir dentro das curvas. Eixos calibrados, rolamentos, tampa e parafuso axial também PRO RACE. Relação com coroa de 31 dentes e pinhão de 13. O chassis é de lexan injetado e a exemplo dos fios condutores de silicone são transparentes. O interior e piloto também são em lexan. Exceto pele relação coroa pinhão, o carro vem pronto para correr, dependendo do regulamento.

Ref. # 50565 - Bowler Nemesis Dakar “Lightning”, U$D 89,98

A Ninco escolheu o carro mais popular da categoria esportiva que põe a prova a habilidade de piloto e navegador e a resistência do veículo, rally, para ser o primeiro com material profissional de competição – PRO RACE e componentes PKS, outra fabricante européia de peças e acessórios para competições profissionais. O torque do motor é popular, um NC – 7, considerado o melhor motor para os automodelos dessa modalidade, com o maior eixo da categoria e 19.300 RPM/s, dupla correia azul de transmissão de 52mm/s de diâmetro e polias de alumínio. Suspensão Proshock macia, coroa de 27 e pinhão de 09 dentes de aço. A PKS forneceu rodas pesadas de alumínio de 16,5 x 09mm/s, pneus sulcados e rolamentos de teflon de 2,4 mm de diâmetro. A carroceria incorporou os efeitos na pintura do Bowler Nemesis, comuns em uma prova de raid, carro de incursões rápidas para todo tipo de terreno.

Ref. # 50551 - Renault Megane Trophy "ATAG", U$D 89,98

Esse é o primeiro exemplar Ninco Sport Lightning da nova versão do Renault Megane Trophy que tem o novo berço do motor, o novo chassis removível Mount Motor. Produzido com componentes PRO RACE, segundo o slogan da marca espanhola é tirar da caixa e colocar para competir. Interior e o local onde fica o piloto, popular bandeja, termoconformada, expressão ainda sem tradução para o portugues. Seu motor é a evolução do antigo NC – 6, um NC-12 Crusher + também de 23.500 RPM/s, relação coroa pinhão 32 dentes por 12, cabos transparentes de silicone, rodas de 17 e 20 mm/s, pneu dianteiro de perfil baixo e 20 x 10 na traseira e uma inovação que pode impedir sua utilização em pistas caseiras, longa lâmina do guia.

Até o momento, os novos Renault Megane Trophy já no comércio, não tem interior e piloto, portanto, são da Ninco 1.

Ref. # 50536 - Ford GT Bel Lightning, U$D 89,98

Bom, pelo menos nos dá a esperança que o próximo Ford GT seja o da Medley, pilotado pela dupla Xandy Negrão e Andreas Mathëis que conquistou o bicampeonato na GT3 Brasil no ano retrasado, provavelmente no final do mês de julho.

Só para lembrar uma foto de divulgação da Ninco, pois enviei e-mail para o departamento de Comunicação Social e Marketing da Medley solicitando fotos da dupla no carro e até o momento sequer me responderam.
Ref. # 50559 - Porsche 997 GT3 Lightning na branca para personalização, U$D 89,98

Vem na cor branca, pronto para ser personalizado e queimar pneus na pista, todas as características dos Lightning, exceto o motor, novamente um NC – 5, gira a 20.000RPM/s.

Nou sou leviano suficiente para emitir parecer sobre automodelos de produção que não tenho a menor intimidade, como a Ninco 1 e Xlot, ainda mais quando o representante e distribuidor da marca no Brasil não responde meus e-mail’s sobre a entrevista que está, prefiro tratar no pretérito, estava sob avaliação.


MIDCo – Muito Importante Demais da Conta

Respeitosamente, peço aos leitores, visitantes e seguidores do Blog, por favor, cobrem diretamente da Hobby Delivery o porquê de não terem respondido ao questionamento encaminhado por e-mail ao Departamento de Marketing, na pessoa de seu diretor, Ricardo Cedran, ao invés de superhabitar meu correio eletrônico com essas indagações.

Estranho, não? Marketing que não responde imeiús........

Entrem no site deles e se manifestem: http://hobbydelivery.com.br/.

Para quem é de Goiânia ligue para o número 4053 7255 e registre sua indignação

Se não fossem essas cobranças nem me lembraria deles.

Como disse um visitante em um dos 199 comentários vetados pelo linguajar chulo, mas inteligente, sobre as respostas do Bruno da Califórnia, SCX, Sloter e Spirit no Brasil,
“- O melhor é continuar com a nossa indiferença em relação a eles e comprando do exterior!”, salvo minha vaga lembrança, quem tem 50 anos não tem memória; PH Camargo.


As fotos foram reproduzidas a partir do site:http://www.slotcarillustrated.com/

Enorê Brião Bragança

Automodelismo de Fenda - Pintura de carrocerias personalizadas


Estamos concluindo a edição de uma entrevista simultânea com 02 grandes expoentes da produção visual de carrocerias personalizadas, o brasileiro José Carlos Aversa e o argentino Adrián Blanco.


Como o trabalho do Adrián já é do conhecimento dos visitantes e seguidores desse Blog, ora vamos exibir vídeos com os feitos assinados pelo Aversa, também já expostos em outros Blogs. Ele, camisa com parte na cor branca e barba a fazer, fez questão de incluir essa foto para demonstrar que ele não é de comprar troféus e medalhas, mas conquistá-los por méritos de pista, na competição mesmo.

Aos 50 anos de idade, o cara não está fraco e promete faturar pela segunda vez consecutiva a premiação destinada a carroceria mais bonita na próxima etapa do Campeonato voltado para os Riley, fabricados pela FLYER, FLY Madness e Racer. Ele gosta de adrenalina na veia esse radical instrutor de pará-quedismo.

Espero postar essa entrevista ainda essa semana.

Se por acaso viu qualquer número telefônico que não seja o atual: 019 3402-2834, não tente, nem precisa chamar alguém para contestar o que ora estou afirmando. É que esses vídeos são do arquivo pessoal do Aversa e são como ele, bem antiguinhos. O cara está até pensando em substitui-los por fotos. Nada de se preocupar em marcar oftalmologista, não tem nenhuma pegadinha e muito menos quero induzi-los a erro. Outro opção para contatá-lo são os imeiús:

Calma que o Brasil ainda é nosso, apesar de todo esforço contrário!!
Enorê Brião Bragança

FARO Marca da República Tcheca




Já ouviu falar na NF 1400? Se mencionar Nárconi Fórmule é uma dica? Auxilia se disser Fórmula Nacional 1.400 Série IDEA? Essas são as réplicas desse Campeonato Nacional da República da Tchecoslováquia, terra natal de minha falecida madrinha de consagração, Maria Köpen, esposa do padrinho Evaldo, pais dos amigos, Gilka e do Gílson. Sem a União Soviética para sustentar o chamado bloco socialista, a separação foi inevitável, e retomou-se a República Checa e a Eslováquia voltou a ser um país, como antes da 2ª Grande Guerra.

Um pequeno esclarecimento para quem gosta de perseguir o socialismo e o comunismo dizendo que suas indústrias eram obsletas, o ganha tudo do Mundial de Turismo - WTCC, aliás, movido a diesel, o Seat Leon era produção Checa e depois foi adquirido pela Volks Wagen da Espanha.





Fonte: http://www.slotcarillustrated.com/

Acompanhe mais detalhes, antecipo que os motores FARO Super são de 20.000RPM/s, tem imãs ajustáveis e uma gama de opções em pneus. Cada uma custa, sem postagem, CZK 857(oitocentos e cinquenta e sete coroas checas), pelo site:http://www.autodraha-faro.cz/









Fonte: http://www.autodraha-faro.cz/

Inicialmente a fábrica era em Goni, em 1968, então República Tchecoslováquia, com a marca ITES. Já nos anos 70, utilizando outra metragem, de 74 passou a 90mm/s, ainda adotando o nome de EUROPA CUP. Entre os anos 80 e 90 foram usadas como marca registrada a fórmula júnior e Autodrána 90.

Em 1994 as pistas experimentaram um salto de qualidade, a superfície tornou-se menos espessa, aprimorando a aderência. De 2.000 em diante, as pistas são produzidas na cidade de Pizen - Pilsen, os cervejeiros gostcharam da tradução, com certeza; e adotaram o nome FARO, sucessora direta dos sets ou faixas, ao teu critério, da anterior Checa, com tudo, sem alterar os encaixes, permitindo ampliações entre Checa e FARO simultaneamente.

Como tem gente interessada, vamos demonstrar outros automodelos de fenda dessa marca. Sem muitas informações jornalísticas, estava atento para um detalhe, na Feira de Nurëmberg, Alemanha, havia uma faixa com o nome de CZECHIA Racing Cars, portanto, a pretensão era somente anunciar a origem de onde são fabricados.





Fonte: http://www.slotcarillustrated.com/

Ao fundo um Skoda Fabia Super, geralmente os carros de turismo não tem piloto e não posso afirmar quanto ao interior, alguns tem a grade de proteção, chamada de Santo Antônio. O monoposto da frente, parece piloto moldando o assento ou mecânico conduzindo, não há identificação, parece ser um lançamento. Por sinal achei muito bonito.

Esse é o sistema de transmissão do Skoda Fabia Super, motor dianteiro, polias transferindo rotação do motor também para o eixo traseiro, recurso comum entre os carros de rally.




Tatra T 607:




Skoda Fabia Super:


Fonte: http://www.slotcarillustrated.com/

Fonte: http://www.autodraha-faro.cz/

Como diria a velha guarda do Autorama, a massa desse "TIRO" me chamou a atenção, 23gr/s. Fazendo as devidas traduções e correções, Meu DEUS até parece!!!!; ele é todo em aço inoxidável, equipado com rolamento de esferas e gira a 56.000 RPM/s. Os pilotos que atendem pela alcunha de "Kid Reta" vão ficar ansiosos até espremer na parede o Automodelo de Fenda no final da reta, sem fazer a curva. Aí o sábio dos sábios, o amigo Franciscero, alto funcionário do Banco do Brasil, segundo ele é porque o departamento de marketing fica nos últimos andares; vai explicar taxativo, matemático:"- Meu Fií, ao invés de tangenciar, se cossenou a curva. Tá tudo E R R A D O!!!!"



Vai dizer que não lembra os Opalas Sotck cars brasileiros de 1979? A tradução aponta que, em 1981, esse Skoda sagrou-se campeão europeu de rally.

Enorê Brião Bragança

Mundial de Moto Velocidade - Espanha faz barba, cabelo e bigode no G P da França


Pol Espargaró na categoria 125 cilindradas, Toni Elías ganhou na Moto2, antiga 250cc/s que está surpreendendo em competitividade, e Jorge Lourenço conquista sua primeira dupla vitória consecutiva.



Depois de conquistar sua inédita segunda vitória consecutiva na principal categoria no Mundial de moto de velocidade e abrir 09 pontos de vantagem para seu companheiro de equipe, o italiano Valentino Rossi, Jorge Lourenço demonstrou ser um excelente aluno. Logo após a bandeirada ele imitou a criatividade genial do campeoníssimo VR na comemoração, ao parar sua Yamaha próximo ao arco, apoiada por um componente da equipe, tirar capacete e descalçar as luvas, sentar-se calmamente degustando uma pipoca e vendo sua imagem ao telão de Le Mans, ação digna de Guines, pois transformou o Autódromo que sediou o Grande Prêmio da França na maior sala de exibição de todo mundo, comparação com a chamada 7ª arte, e a repercussão será ainda mais extravagante, pois foi em Páris no século XIX, em 28 de dezembro de 1895, que os irmão franceses Lumiére exibiram a primeira versão pública e paga de filmes de curta duração, no Café Páris. Na etapa passada ele mergulhou em um lago do Autódromo de Jerez, Espanha, afinal estava em casa e tem 23 anos de idade.

Até a metade da prova Valentino Rossi manteve-se na ponta, mas não teve ímpeto para desencorajar o espanhol JL que o ultrapassou na 12ª volta, na freada de uma curva a direita e com categoria, desta feita, sem troco. Embora com 31 anos e sem aparentar ou queixar-se da idade, mas nem a adrenalina da corrida anulou as dores no ombro ainda em recuperação, pois problemas inesperados impossibilitaram um ritmo mais forte e a reação. “Com rendimento regular pude retomar a ponta depois da 7ª volta, mas a moto perdia aderência na saída das curvas e apresentava problemas na aceleração. Já cumprimentei ao Jorge Lourenço, o esforço não foi em vão, estamos com uma diferença de 09 pontos, aumentou 04 e a próxima corrida é em Mugello, a minha corrida em casa” declarou Valentino Rossi. Por sua vez, Lourenço cruzou a linha de chegada com uma vantagem de 5s/s e 672 milésimos de segundos e respondeu que “realmente, para superar o Valentino tive que exercitar a paciência, o que seria algo sobrenatural no ano passado, por exemplo. Aqui em Le Mans obtive um segundo lugar e 02 vitórias, sinal de que gosto de correr aqui” declarou o segundo piloto da Yamaha, o líder da principal categoria do Mundial que pareceu animado com a próxima prova, “gosto muito de correr em Mugello, mas todos meus concorrentes também. A vantagem para Rossi, 70 a 61 pontos ainda não significa muito pelo desenrolar do Campeonato”, contestou Jorge Lourenço.

Capítulo a parte foi a disputa entre os pilotos da equipe oficial da Honda, Dani Pedrosa e Andrea Dovizioso, já nas últimas voltas e seguidos de perto pelo americano da Ducati, Nicky Hyden. Demonstrando que o 3º lugar na etapa inaugural da temporada, no Qatar, não foi obra do acaso, o italiano Dovizioso largou em 7º e foi galgando posições até ultrapassar o espanhol na última volta, com isso Dani Pedrosa se descontroulou, errou uma tomada de curva e foi ultrapassado por Hyden. Com o pódiu, Andrea é o 3ª colocado e tem uma vantagem de 02 pontos na classificação de geral sobre Dani Pedrosa.

Outro desempenho notável foi do italiano Marco Melandri que largou em 11º e chegou na 6ª com uma Honda.



Segunda vitória consecutiva e uma vantagem de 18 pontos para o 2º colocado, foi o que assegurou o desempenho de Tom Elías no ano de implantação da Moto GP 2, que substitui as antigas 250cc/s. O piloto espanhol liderou um pódio que foi completado por Julian Simon e Simone Corsi. Mais uma vez foram muitos pegas, prevalecendo a técnica adicionada ao arrojo, sensacional.


Enorê Brião Bragança

Automodelismo de Fenda - Alberto Mario Ciliberto, criador do mítico circuito de Mônaco.


Esse artigo nos remete a literatura britânica, especialmente um livro de um irlandês chamado Jonathan Swift, autor que disserta sobre um cirurgião que aceita viajar pelos mares do sul a convite do Capitão Prichard, exatamente por ter poucos pacientes. Acontece um naufrágio e o Dr. Gulliver vai parar em um litoral em que ele é um gigante em relação aos seus habitantes. Depois de conviver certo tempo ali ele sente que é hora de retornar ao mundo normal e novamente, arrastado pelas ondas do mar, desta feita chega a uma praia em que ele é um ser minúsculo. Na 3ª tentativa consegue voltar definitivamente. O nome da obra é “As Viagens de Gulliver”.

Fixando a grade de proteção na Sainte-Devote, primeira curva quase de 90 graus após a largada, onde Senna ultrapassou ao Prost, com chuva.

Como sempre, acho que a honestidade é um bom princípio, então, desculpe-me pela franqueza, mas me sinto insignificante perante tamanha lição de vida e confesso, iniciei inúmeras vezes esse artigo e me senti frustrado em não transmitir a emoção que esse obstinado argentino faz com tanta naturalidade. Realmente, meu vocabulário e sentimento refletem minha impotência perante sua grandeza de espírito, repentinamente descobri um novo viés desse artigo, ou seja, que a pista é só um mero pequeniníssimo detalhe, como o professor Carlos Alberto Parreira comentou sobre o gol no futebol, Copa dos EUA, em 1998. Minha admiração se renova a cada contato com ALBERTO MARIO CILIBERTO, 46 anos de idade, natural de Quilmes, uma cidade de Bueno Aires, 22 Km/s do centro, 250 mil habitantes aproximadamente.

É uma antítese repleta de emotividade, uma aproximação de opostos, um Grande Prêmio legendário, riquíssimo e a realização de ter sua própria Mônaco itinerante e em exposição aberta ao público. Ele preferiria que a pista fosse utilizada mais para o entretenimento do que para a competição.


Essa é a filosofia de vida de Alberto Mario Ciliberto,“temos um dom, reflito sobre e minha observação e raciocínio lógico para criar o que eu quero, ordenando critérios: observação, interpretação, elaboração e ação.”
A saga desse visionário começa aos 33 anos de idade, vaticinando reproduzir o circuito de Monte Carlo, nas ruas do Principado de Mônaco, inaugurado com corridas em 1929. Projetava não só a pista, mas os elegantes prédios desse micro país de 02 mil m/s², situado no sul da França, Alpes Marítimos, e que faz costa com o Mar Mediterrâneo, um penhasco erguido sobre o mar e é governado há mais de sete séculos pela família Grimaldi, regime de monarquia, um paraíso fiscal e de jogatina com os cassinos. Constantemente visitado pelos europeus, o país praticamente tem 04 idiomas oficiais, se fala ingles, italiano, frances e o monegasco. Alberto Mario diz de outro atrativo, “quando vi o preço do aluguel para os três dias da corrida de F-1 em 2008, 8 º andar do Edifício GP, área VIP [1], € 11.000(onze mil euros) para 16 pessoas com refeição ao meio-dia. Nesse momento eu disse tenho que chegar a Mônaco! “, acabou tendo a sua própria.

Em uma simplicidade comovente, considera-se um reles bacharel quanto à formação acadêmica, mas é PHD em interagir entre pratica e teoria nos desafios da universidade da vida. Durante 11 anos conviveu com o temor de não realizar ou fazer de qualquer jeito o que o afastou de seu propósito de concretizar bem feito seu sonho.

Esse não é um simples artigo sobre uma maquete de automodelismo de fenda rica em seus pormenores e que funciona excepcionalmente muito bem, mas vamos perceber que se trata de vivenciar amor a vida e aos filhos, a esposa e as pessoas que o cercam. Tomou para si a oportunidade de exemplificar aos mais próximos que tudo é possível com a fé e persistência.


O "ingresso do túnel" em construção
Há uma tolerância entre o projeto e o inicio de sua execução, a idéia de construir um modelo de Mônaco começou em 1996, mas foi em 17/05/2008 que o universo tratou de conspirar a seu favor ao voltar a morar em Quilmes e o desejo de fazer algo que o surpreendesse serviu como estímulo. Igualmente importante, superar o receio do fracasso era força motriz para exemplificar o caminho da vitória e realizações para seus filhos.

Quer no frio ou calor argentino lá estava Alberto Mario a se dedicar a construção de toda a maquete.

Já pressionado em fazer a pista também para seu filho de pouco mais de ano à época, Juan Franco, Alberto tornou-se presença obrigatória nas pistas de fendas de toda a Argentina, tomando medidas com as palmas das mãos, na gíria castelhana se diz "Ojímetro”[2], anotava até nas embalagens de pão. Fez pistas que acabaram sendo alugadas para festas infantis, apontando o caminho a ser trilhado.

Dedicou cerca de 1.850 horas, ou seja, 77 dias e pouco mais de 08hs e todos os itens fabricados foram feitos com ferramentas manuais. Utilizou 26 kg/s de cola vinil, parafusos de 2500, 07 kg/s de cimento de contato, um sarrafo de madeira, chapas MDF 03 mm/s, 5,5 e 09 mm/s, papelão ondulado, pinturas de todos os tipos, 1m e 50 cm/s de cabo com 1,5 mm de diâmetro, 450 luzes LED, sem mencionar as 08 câmeras de circuito fechado que gravam tudo que se passa em cada trecho da pista. Ocupa 32m/s, são 11 m/s de largura, por 06 de comprimento e 1m e 70 cm/s de altura do piso, com o túnel medindo 03m/s e 80cm/s. Correm 04 automodelos analógicos por vez e podem ter a duração de 03 a 09 minutos, indicado para crianças com habilidades acima dos 06 anos. “Tudo funciona nessa réplica, saída de boxes, stands, edifícios, praças, área portuária, túnel e o cuidado para com ao meio ambiente, pois as árvores, ainda que de diorama [3], são de fundamental importância para combater a poluição sonora e melhorar a qualidade do ar”, descontrai Alberto Mario após essa revelação com um largo sorriso.

Maquete tomando corpo

Saída dos boxes e reta em curva da largada

Há quem se engane em imaginar que um ser humano com tamanha fibra esmorecesse. Nos momentos de estressante cansaço, apareciam mãos carinhosas e consoladoras trazendo o mate, lanches, e o beijo de cumplicidade da esposa que sempre o apoio e incentivou, Nancy, como também das filhas, as Marias Agustina e Nazarena, o filho não deixava de brincar em Mônaco nem na finalização de toda a maquete.

Em suas lucubrações ouvia a abertura das transmissões da rede globo, a trilha sonora do filme “Tommy” com o grupo The Who e a Orchestra Philarmonic de Londres. Lá estava como um gigante, interagindo entre a condição de criador e criatura, via no rosto do filho a realização de tudo conforme o planejado. A satisfação de largar e forçar a amizade no cotovelo, a curva Saint Devote, e avançando sobre a Bean Rivage derrama potência no motor, vez da Massenet com considerável redução, cutuca rapidamente o gatilho do acelerador e faz a curva do Cassino, logo chega na Mirabeua devagar, na sequência quase parando vem a curva do Hotel Loewes, retoma a velocidade em descida. Faz uma pausa e com olhar de gratidão fita a reação das filhas e da esposa. O brilho de seus olhos ressaltam nos delas também. O automodelo entra no túnel acelerando até a freada com redução forte para contornar o S da Chicane do Porto, enche a mão acelerando na região da Tabacaria, da vontade de acenar para as luxuosíssimas embarcações. Cuidado para não dar um mergulho forçado no S da Piscina, o carro sai de frente e arremessa a traseira, equilibra e já está na lentíssima Rascasse, faz a Anthony Nogh e cruza a linha de chegada.

“Eu venci e ainda acho que o projeto não terminou, tenho os láureos em meu pescoço e mente, bastou ver meus filhos e esposa orgulhosos do trabalho realizado pelo próprio pai e marido, amigos e pessoas que elogiam e até bajulam. Hoje posso gritar VITÓRIA! A relação criador e criatura é incessante e ora me dedico as articulações entre as 28 seções da pista como forma de aperfeiçoamento. Busco otimizar a montagem e desmontagem de toda maquete já que gasto perto de 48hs, ou seja, 02 dias em média”, sentencia Ciliberto que não é engenheiro, arquiteto ou projetista de interiores, mas se considera um bueno carpintero – bom carpiteiro.

Mas será que esse argentino irado pensou em tudo? Conferindo os detalhes da pista e maquete: São 350 espaços publicitários entre retas e curvas, zonas costeiras e portuárias, bancadas, praças e edifícios. Cartazes podem ser fixados nos itens de contenção e vedação. Em toda a estrutura que serve de alicerce e também cobertura da pista pode receber anúncios. Confeccionadas com a finalidade de transportar toda a maquete, 08 caixas dão conta de tudo, em bandejas revestidas de tapetes.

Segundo ele, “principalmente os Shoppings Centers contratam nossos serviços. Fazemos muita abertura de eventos, somos convocados na maioria das convenções sobre publicidade no esporte automotor, feira de brinquedos, dia das crianças, natal e até aniversários.”, se empolga Alberto que procura parceiros no Brasil para incrementar sua idéia, pois quer colocar uma maquete de cada sede do Mundial de F – 1 nos centros de automodelismo de fenda, abrindo espaço para todas as categorias correrem nesses traçados. Na Argentina tudo se encaminha para conquistar mais esse propósito.

Ele usa uma expressão muito comum nos países que tem o castelhano como idioma oficial e também na região do sul do Brasil para dizer de seu novo desafio, “quero construir Interlagos comemorando seus 70 anos e busco parceiros, portanto, MÃOS A OBRA", encerra o argentino ALBERTO MARIO CILIBERTO, que não é do atletismo, mas vence obstáculos com galhardia.

Perguntado sobre quais as execuções mais fáceis e difíceis ele responde:


-“Nenhuma, todos os resultados devem ser ter sua dificuldade a serem conquistadas, mas todos os dias eu sou apresentado com algo que eu tenho que resolver para continuar a criar e construir esses modelos. Quero me dedicar para realizar e construir todos os circuitos.

Tenho a idéia de uma Cadeia de Negócios com esse tema desenvolvido em shoppings centers onde cada um tem um circuito no calendário da F1, onde você pode fazer campeonatos entre eles, unindo assim a lugares diferentes. Já antecipando quanto ao custo, quando falamos de madeira para quadros, tecidos e tintas, você pode adicionar o valor de horas trabalhadas, mão de obra especializada, criatividade, execução etc. Eu não tenho um valor estimado, Nem os parâmetros no sentido de valor, ainda. “ concluiu ALBERTO MARIO CILIBERTO.
Para finalizar, esse artesão fala de seu espírito livre para criar e executar, graças ao sustentáculo familiar e que agora está determinado a fazer Interlagos.

Fonte: http://www.tiempomotor.com/

Contato com Alberto Ciliberto: maquetamonaco@gmail.com

[1] VIP, Very Important Personal – traduzindo do inglês, pessoa muito importante.

[2] Oji é por ‘ojo”, olho em castelhano, algo feito no olho, sem exatidão ou precisão de medidas

[3] Diorama – réplicas de parte ou de cidades inteiras com escala nitidamente inferior que o tamanho normal.
Agradecimento especial a Ludmila Bragança, responsável pela tradução da entrevista

Enorê Brião Bragança.

Moto GP - Valentino conquista sua 59ª pole.


http://www.motogp.com/pt/photos/2010/Fiat+Yamaha+enroute+to+Le+Mans Um dos instantes em que o Jorge andou a frente de Valentino.

Fala sério!

Citei a República Checa onde tem corrida da FIA GT1, relatei humildemente que fiquei invicto no jogo para PC Moto GP em Brno, bancando o Alexandre Barros, o último brasileiro a disputar a principal categoria do mundial de Motovelocidade, então tenho que citar a modalidade em sua 3ª etapa, desta feita o Grande Prêmio da França, no Autódromo de Le Mans.

Na principal categoria, pela sétima vez deu a dobradinha da Yamaha, Valentino Rossi(46) e Jorge Lourenço(99), 03 poles para cada nessa circunstância. Mesmo com as fortes dores no ombro, o piloto italiano de 31 anos seguiu firme disputando o primeiro lugar no posicionamento de largada, superando primeiro o Australiano da Ducati, Casey Stone. Depois a melhor classificação ficou resumida a ele, seu companheiro de equipe que lidera o mundial, Jorge Lourenço e outro espanhol, Dani Pedrosa, pouco antes, o americano Nick Hyden superou seu colega de Ducati e se deu por satisfeito. Essa foi a 59ª pole de Valentino Rossi.

O canal Sportv transmite, tem que ir tentando até conseguir acertar o horário.

Não postei mais cedo esse artigo, pois fiquei sem a Tv por assinatura – NET por problemas técnicos, até pouco mais de meio dia. Puis, mon ami¹ não tem outros detalhes das outras categorias, principalmente a GP II que está sensacional.

Como o site oficial:
http://www.motogp.com/pt/news/2010/Fiat+Yamaha+satisfied+after+le+mans+qualifying, identificou o feito da Yamaha como as belas da tarde, no singular uma música muito bonita do Alceu Valença - La Belle De Jour, vamos repetir a manchete: “Le bel après-midi”, tradução do Google.

Aqui já sabe, né? Mencionou música nacional bonita tenho que oferecer a monarca de um só súdito, o casal que reúne Brasil e Argentina, a rainha Iolanda e Adrián Blanco.

La Belle De Jour – Alceu Valença –
http://letras.terra.com.br/alceu-valenca/44012/

1 - Pius, mon ami - Então, meu amigo, do idioma frances para o portugues.
Enorê Brião Bragança

Automobilismo - Campeonato Mundial FIA GT1 - 3ª etapa Brno.

http://gt1world.com/resizer/index/496/329/news/Brno_aerial2.jpg

Como postei um artigo sobre a FARO indústria de automodelismo de fenda, me fez lembrar que acontece a 3ª etapa do Campeonato Mundial FIA GT1, exatamente em um dos melhores traçados em que já pilotei, óbvio, pelo jogo para PC - Moto GP. A corrida será na segunda maior e mais importante cidade da República Checa, a tradicionalíssima metrópole da Morávia e histórico centro dos Přemysl, Brno, pista com 5,403 km/s de extensão.

Com clima excessivamente úmido, a Maserati de Michael Bartels e Andrea Bertolini, até o momento, lidera com o melhor tempo a sessão de treinos livres, 1:20:34.978. Em 2º lugar está o Sumo Power Nissan GT-R de Peter Dumbreck e Michael Krum e 3º para o piloto de casa, Romain Grosjean e seu parceiro Thomas Mutsch com o Ford GT da Matech.

Os vencedores da etapa anterior, Jamie Campbell-Walter e Warren Hughes, com um Sumo Power GT-R, sem reclamar tanto da massa extra que carrega, peso imposto pelo regulamento, conseguiu somente o 14º tempo. O brasileiro Enrique Bernoldi que faz dupla com o português Miguel Ramos, obteve o 6º tempo com sua Maserati MC12, menos de 01 segundo de diferença para o outro carro da equipe Maserati que registrou o melhor tempo.

A corte internacional de apelação da Federação Internacional de Automobilismo – FIA, indeferiu o recurso interposto pelos pilotos do Aston Martim numeral 07, Tomas Enge e Darren Turner, venceram na pista de Silverstone, na Britânica Inglaterra, mas foram desclassificados por utilizarem uma espessura fora da medida para o piso dos bólidos. Assim, confirmou-se a vitória para os pilotos Jamie Campbell-Walter e Warren Hughes - Sumo Power GT-R.

Mesmo tendo disputado somente a etapa inaugural com uma Lamborghini e como convidados, Yas Marina – Abu Dhabi, os brasileiros, Ricardo Zonta e Rafael Daniel, estão na 8ª posição da classificação geral, empatados com outros concorrentes que competem regularmente.

2010 Campeonato Mundial FIA GT1 Drivers
Pos Motorista Nat Total
1 Romain Grosjean CHE 31
1 Thomas Mutsch DEU 31
2 Frédéric Makowiecki FRA 26
2 Thomas Accary 26
3 Andreas Zuber AUT 26
3 Marc Hennerici DEU 26
4 Michael Bartels DEU 26
4 Andrea Bertolini ITA 26
5 Jamie Campbell-Walter GBR 25
5 Warren Hughes GBR 25
6 Bert Longin BEL 18
6 Matteo Bobbi ITA 18
7 Jos Menten 15
7 Frank Kechele GER 15
7 Mike Hezemans NLD 15
7 Andrea Piccini ITA 15
8 Ricardo Zonta BRA 10
8 Christoffer Nygaard DNK 10
8 Altfrid Heger DEU 10
8 Alexandre Margaritis GRK 10
8 Rafael Daniel BRA 10
8 Stefan Mücke DEU 10
http://gt1world.com/standings/drivers

Já a classificação e pontuação das equipes:
Campeonato 2010 da FIA GT1 Teams World
Pos Equipe Nat Total
1 Corrida Phoenix Carsport / DEU 41
2 Vitaphone Racing Team DEU 34
3 Hexis AMR FRA 32
4 Matech Concorrência CHE 31
5 Reiter DEU 29
6 Triple H Hegersport Team DEU 28
7 Sumo GT Power GBR 25
8 Young AMR Driver DEU 10
9 Marc VDS Racing Team BEL 5
10 Swiss Racing Team CHE 2
11 Mad-Croc Racing BEL 1
http://gt1world.com/standings/teams

Quem desejar pode acompanhar ao vivo as tomadas de tempo de hoje, as 10 e 16hs e 15’ local, além da corrida, amanhã, as 13hs horário de Brno, República Checa, pelo site: http://gt1world.com/
Enorê Brião Bragança

Avant Slot ataca de Rally novamente

Um digno representante do Grupo N do Mundial de Rally, uma dupla espanhola, o piloto Xevi Pons e o navegador Alex Haro, também identificado de co piloto. Essas as credenciais da apresentação do lançamento da Avant Slot, o Mitsubishi Evo X Numeral 05, equipado com o portentoso e equilibrado motor República de 25.000 RPM/s e uma série de ajustes que corresponderiam a suspensão, altura dos eixos de frente e atrás, já com centro gravitacional baixo. Na Europa é só comprar e a partir de amanhã, 20/05, nos EUA por U$D 59,99(cinqüenta e nove dólares e noventa e nove centavos), sem emolumentos e postagem.

http://www.slotforum.com/review-images/AvantSlot/Right%20Side.jpg

Sem ter o produto em mãos, ficamos restritos a avaliação, primordialmente, dos companheiros espanhóis, portugueses e ianques, pendendo mais para os europeus por terem larga experiência nas competições de Slot cars Rally. O apontamento mais interessante é destacado no final desse artigo.

Quem comprou e testou pondera que a beleza, nítido detalhamento, postura fantástica e suas proporções são atributos confirmados em pista, principalmente tendo como parâmetro o modelo Peugeot 207 da mesma fabrica espanhola, além de uma gama maior de acertos possíveis pelo correto dimensionamento do arco, o vão onde ficam as rodas e pneus, e o contraste de seus tamanhos rodas e pneus, sendo que, o conjunto traseiro é pouco maior que o dianteiro. Chassis de plástico rígido e diferentes posições para acomodar o motor, o berço deve ser comprado separadamente para encaixar a posição anglewider. A necessidade de um acerto quanto à altura dos eixos força um refinado trato com horas e horas de experimentação, aliás, tudo de bom para quem gosto dessa modalidade de esporte.

Uma curiosidade interessante, considerando-se o lançamento do Subaru Impreza também da Avant Slot, já existe um número maior do o Mitsubishi Evo X. Agora é aguardar a primeira competição e observar como ficará o carro sujo de cacau em pó, utilizado para representar à areia de tonalidade mais escura nas competições de rally.

Fonte:http://www.slotforum.com/

Outro recurso citado com destaque é o suporte da guia basculante de intensidade que permite passar por obstáculos sem comprometer o desempenho com saídas de pista.

Uma critica pertinente chama a atenção para o molde da carroceria está errado duas vezes. Primeiro o pára-lamas é muito próximo dos pneus. Segundo foi retratado assim “A cava da roda direita traseira, não se encontra a casar na perfeição com a própria roda, o que proporciona o desagradável aspecto de ter a roda recuada”, no Blog GT Team Slot Clube, exemplificado por foto:

http://3.bp.blogspot.com/_ZBEJNj_6mBE/S8gP5M_Yt7I/AAAAAAAAU0c/_HX-0wtUfSY/s320/3.JPG, e na página de link:
http://gtteamslotclube.blogspot.com/2010/04/mitsubishi-lancer-evo-x-avant-slot.html

A ficha técnica pormenorizada pode acompanhar no site da Avant Slot:http://www.avantslot.com/main-ES.html

Enorê Brião Bragança

Automodelismo de Fenda - MB Slot distribuirá Produtos Reprotec SPEED LIGHT


A também italiana MB SLOT que fabrica a Ferrari Bruno Senna e o Pagani Zonda, ora será distribuidor dos produtos SPEED LIGHT da Reprotec.

Um dos principais atrativos é a Nissan R390 comercializada em vários kits, partes que vão desde simples acessórios da carroceria até completo, referência 610BL MB Kit, já com a opção da carroceria com evolução, sempre com mecânica da MB SLOT e a tentativa de conseguir a homologação para competir em seu próprio país de origem, a Itália. Já imaginou chegarmos nesse nível de profissionalismo?


Entre as novidades está o chassis que suporta qualquer configuração de motor, seja angliwider ou perpendicular ao eixo traseiro, em linha, além da base do piloto toda em lexan.

Até o momento somente uma crítica, a tomada de ar frontal é fechada sem refrigeração ou passagem de ar.


Confira no site da MB SLOT:
http://www.mbslot.com/mb_newscompl.aspx?lingua=IT

Enorê Brião Bragança